LOMBALGIA E CAPACIDADE PARA REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES DA VIDA DIÁRIA EM MARISQUEIRAS: UM ESTUDO TRANSVERSAL

Josimara de Jesus Silva, Roberto Tosta Maciel

Resumo


A dor lombar é um dos mais frequentes distúrbios ocupacionais identificado entre marisqueiras e frequentemente causam complicações físicas e psicológicas. O objetivo deste estudo foi determinar a frequência e gravidade da dor lombar e capacidades funcionais em marisqueiras de uma colônia de pescadores.Trata-se de um estudo transversal.Os dados foram coletados por meio de um questionário estruturado. A amostra de 50 marisqueiras foi obtida em uma colônia de pescadores em São Francisco do Conde (Região Metropolitana de Salvador / Bahia / Brasil). Os dados foram analisados pelo software SPSS versão 22.0. Utilizou-se estatística descritiva e associações foram feitas por meio da razão de prevalência. Os diagnósticos mais frequentes foram dor lombar seguida de dor no joelho. Houve uma associação (1,96, IC95%:1,04; 3,69) entre a dor lombar e a idade acima de 50 anos. Constatamos que a prevalência de dor lombar entre as marisqueiras foi elevada. Políticas públicas de saúde apropriadas para as marisqueiras devem ser consideradas.


Palavras-chave


Saúde do Trabalhador;Dor Musculoesquelética;Lombalgia

Texto completo:

PDF

Referências


Rios AO, Rego RCF, Pena PGL. Doenças em trabalhadores da pesca. Revista Baiana de Saúde Pública. 2011;35(1).

Santana CCS, Silva ACG, Lima FS, Vieira NS, Santana JAB. Sambaqui do Paty ou um sítio multicomponencial para coleta de mariscos? Tarairiú – Revista Eletrônica do Laboratório de Arqueologia e Paleontologia da UEPB. 2013;1(6).

Jesus RS Prost C. Importância da atividade artesanal de mariscagem para as populações nos municípios de Madre de Deus e Saubara,Bahia. GEOUSP - Espaço e Tempo. 2011;30.

Pena PGL, Freitas MCS, Cardim A. Trabalho artesanal, cadências infernais e lesões por esforços repetitivos: estudo de caso em uma comunidade de mariscadeiras na Ilha de Maré, Bahia. Ciência & Saúde Coletiva. 2011;16(8).

Kucera KL, Loomis D, Lipscomb HJ, Marshall SW, Mirka GA, Daniels JL. Ergonomic risk factors for low back pain in North Carolina crab pot and gill net commercial fishermen. American journal of industrial medicine. 2009;52(4):311-21.

Fulmer S, Buchholz B. Ergonomic exposure case studies in Massachusetts fishing vessels. American journal of industrial medicine. 2002;Suppl 2:10-8.

Rosa MFM, Mattos UAO. A saúde e os riscos dos pescadores e catadores de caranguejo da Baía de Guanabara. Ciência & Saúde Coletiva. 2010;15(1).

Wijnhoven HAH, de Vet HCW, Picavet HSJ. Prevalence of Musculoskeletal Disorders Is Systematically Higher in Women Than in Men. Clin J Pain. 2006;22(8).

Soares LSH, Salles ACR, Lopez JP, Muto EY, Giannini R. Pesca e produção pesqueira. Baía de todos os santos: aspectos oceanográficos (Book). 2009.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2016. [acesso em 02 jan 2017]. Disponível em: http:www.ibge.gov.br.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [homepage na internet].Perfil dos municípios Brasileiros. [acesso em 02 jan 2017]. Disponível em: http:www.ibge.gov.br.

De Vitta A. A Lombalgia e suas Relações com o Tipo de Ocupação,com a Idade e o Sexo Rev Bras Fisiot. 1996;1(2).

Dias TLP, Rosa RS, Damasceno LCP. Aspectos socioeconômicos, percepção ambiental e perspectivas das mulheres marisqueiras da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Ponta do Tubarão (Rio Grande do Norte, Brasil). Gaia Scientia. 2007;1(1).

Rodríguez-Romero B, Pita-Fernández S, Raposo-Vidal I, Seoane-Pillado T. Prevalence, co-occurrence, and predictive factors for musculoskeletal pain among shellfish gatherers. Clinical Rheumatology. 2012;31(2).

Falcao IR, Couto MC, Lima VM, Pena PG, Andrade LL, Muller Jdos S, et al. Prevalence of neck and upper limb musculoskeletal disorders in artisan fisherwomen/shellfish gatherers in Saubara, Bahia, Brazil. Cien Saude Colet. 2015;20(8):2469-80.

Pena PGL, Martins V, Rego RF. Por uma política para a saúde do trabalhador não assalariado: o caso dos pescadores artesanais e das marisqueiras. Rev bras Saúde ocup. 2013;38(127).

Wijnhoven HAH, de Vet HCW, Smit HA, Picavet HSJ. Hormonal and reproductive factors are associated with chronic low back pain and chronic upper extremity pain in women. Spine. 2006;31(13).

Evangelista- Barreto NS, Daltro ACS, Silva IP, Bernardes FS. Indicadores socioeconômicos e percepção ambiental de pescadores em São Francisco do Conde, Bahia. Bol Inst Pesca. 2014;40(3).

Pena PGL, Gomez CM. Health of subsistence fishermen and challenges for Occupational Health Surveillance. Ciência & Saúde Coletiva. 2014;19(12):4689-98.

Freitas ST, Pamplin PAZ, Legat J, Fogaça FHS, Barros RFM. Conhecimento tradicional das marisqueiras de Barra Grande,área de proteção ambiental do Delta do Rio Parnaíba,Piauí,Brasil. Ambiente & Sociedade. 2012;15(2).


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PARA FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA 1979 - 2017 | BR 101 KM 197 | CAIXA POSTAL 18 | CACHOEIRA - BAHIA | +55 (75) 3425 - 8000