LESÕES POR ESFORÇO REPETITIVO EM PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM: REVISÃO SISTEMÁTICA

Brendo Vitor Nogueira Sousa, Dhessica Lourana Dos Santos Silva, Monique Sena Ferreira, Raquel Ribeiro Santana, William Cardoso Cunha, Carla de Oliveira Brito

Resumo


As Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) adquiriu nos últimos anos grande destaque na prática médica se tornando assim um grande problema de saúde pública no Brasil e vem causando grande impacto dentre os profissionais de enfermagem. Assim tem-se por objetivo conhecer os principais tipos de LER/DORT que afetam os profissionais de enfermagem. Trata-se de uma revisão sistemática realizada com artigos originais publicados entre os anos de 2005 a 2015 na Base de Dados em Enfermagem (BDENF) e Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS). Dos 27 artigos selecionados para a leitura integral, apenas 9 atenderam aos critérios de inclusão e destes, 5 utilizaram o Questionário Nórdico como instrumento para coleta de dados. As principais queixas dos profissionais de enfermagem foram na região dos ombros, lombar, parte superior das costas, punho, mãos, joelhos e membros superiores. Conclusão: O perfil dos profissionais de enfermagem acometidos por LER/DORT caracteriza-se por uma alta prevalência de mulheres, sendo esta, em sua maioria, auxiliares e técnicas de enfermagem que devido às condições de trabalho acabam vulneráveis aos diversos tipos de LER/DORT.


Palavras-chave


Saúde do Trabalhador; Enfermagem; Transtornos Traumáticos Cumulativos

Texto completo:

PDF

Referências


Brasília. Protocolo de Investigação, diagnóstico, tratamento e prevenção de Lesão por Esforços Repetitivos Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho. 2000. 1-32 p.

BRASIL. Ministério da Previdência Social. Anuário Estatístico da Previdência Social [Internet]. 2014 [cited 2016 Jun 20]. Available from: http://www.mtps.gov.br/dados-abertos/dados-da-previdencia/previdencia-social-e-inss/anuario-estatistico-da-previdencia-social-aeps

Oliveira JT de. LER - Lesão por esforço repetitivos um conselho falho e prejudicial. Arq Neuropsiquiatr. 1999;57(1):126–31.

Neves R da F, Nunes M de O. Incapacidade, cotidiano e subjetividade: a narrativa de trabalhadores com LER/DORT. Interface Comun Saúde Educ [Internet]. 2009;13(30):55–66. Available from: http://www.scielosp.org/pdf/icse/v13n30/v13n30a06.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Dor relacionada ao trabalho. Brasília; 2012.

Neto BR de M. Marx, Taylor, Ford : uma discussão sobre as forças produtivas capitalistas [Internet]. Universidade Estadual de Campinas; 1984. Available from: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?down=vtls000017755

Leite PC, Silva A, Merighi MAB. A mulher trabalhadora de enfermagem e os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho. Rev Esc Enferm USP. 2007;41(2):287–91.

Murofuse NT, Marziale MHP. Doenças do sistema osteomuscular em trabalhadores de enfermagem. Rev Lat Am Enfermagem. 2005;13(3):364–73.

Freitas JRS de, Filho WDL, Lunardi VL, Freitas K da SS de. Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho em profissionais de enfermagem de um hospital universitário. Rev Eletr Enf. 2009;11(4):904–11.

Magnago TSB de S, Lisboa MTL, Griep RH, Kirchhof ALC, Guido L de A. Aspectos psicossociais do trabalho e distúrbio musculoesquelético em trabalhadores de enfermagem. Rev Lat Am Enferm. 2010;18(3):141–7.

Alencar MDCB De, Schultze VM, Souza SD De. Distúrbios osteomusculares e o trabalho dos que cuidam de idosos institucionalizados. Fisioter Mov. 2010;23(1):63–72.

Ribeiro NF, Fernandes R de CP. Distúrbios musculoesqueléticos em membros inferiores em trabadoras de enfermagem. Rev Baiana Saúde Pública. 2011;35(1):128–42.

Hipolito RL, Mauro MTC, Mauricio VC, Mendevil CL, Silva LA, Gomes SR. A incidência de Distúrbios Musculaesqueléticos em trabalhadores da equipe de enfermagem em Campos dos Goyracazes. Rev Pesqui Cuid é Fundam Online. 2011;3(2):2015–23.

Schmidt DRC, Dantas RAS. Qualidade de vida no trabalho e distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho entre profissionais de enfermagem. ACTA Paul Enferm. 2012;25(5):701–7.

Martins AC, Felli VEA. Sintomas músculo-esqueléticos em graduandos de enfermagem. Enferm em Foco. 2013;4(1):58–62.

Leite PC, Arlete MABM, Silva A. O cotidiano de trabalhadores de enfermagem acometidas por distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) sob a luz da fenomenologia heideggeriana. Onlline Brazilian Nurs. 2007;6(3):1–11.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PARA FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA 1979 - 2017 | BR 101 KM 197 | CAIXA POSTAL 18 | CACHOEIRA - BAHIA | +55 (75) 3425 - 8000