Efeitos da Estimulação Elétrica Transcutânea (TENS) no pós-operatório de cirurgia cardíaca.

Viviane Chagas Paixão, Giulliano Gardenghi

Resumo


Introdução: É crescente o número de pacientes que vivenciam intervenções cardíacas atualmente, dado que esses procedimentos são responsáveis por uma série de complicações que surgem no pós-operatório (PO), manifestando risco relativamente alto de desenvolver dor e disfunções pulmonares. Entre os tratamentos não farmacológicos, a estimulação elétrica transcutânea (TENS) representa uma forma de intervenção fisioterapêutica usada para a diminuição da dor, melhora da capacidade pulmonar e auxilio da mobilidade. Objetivo: Verificar e analisar o efeito da estimulação elétrica transcutânea (TENS) em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca e/ou torácica. Metodologia: Foi realizada uma revisão sistemática de ensaios clínicos, randomizados ou não, publicados entre os anos de 2008 a 2017. Resultados/Considerações finais: A TENS é eficaz e benéfica no controle da dor e na melhora da força muscular respiratória no pós-operatório de cirurgia cardíaca evitando a utilização excessiva de analgésicos e sem apresentar intercorrências durante ou após a aplicação, o que faz desta terapia segura.


Palavras-chave


Analgesia; Fisioterapia; Cirurgia cardíaca e torácica;

Texto completo:

PDF

Referências


Referências

Beccaria LM, Cesarino CB, Werneck AL, Correio NCG, Correio KSS, Correio MNM. Complicações pós-operatórias em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca em hospital de ensino. Arq. Ciênc. Saúde. 2015: 22(3) 37-41.

Oliveira JC, Fantinati MS. Perfil de pacientes submetidos à cirurgia cardíaca e preditores das complicações pós-operatórias. Biomotriz. 2013: 7(1).

Vargas MHM, Vieira R, Balbueno RC. Atuação da fisioterapia na reabilitação cardíaca durante as fases I e II. Uma revisão da literatura. Rev. Contexto & Saúde. 2016: 16(30): 85-91.

Andrade EV, Barbosa MH, Barichello E. Avaliação da dor em pós-operatório de cirurgia cardíaca. Acta Paul Enferm. 2010:23(2): 224-9.

Sasseron AB, Figueiredo LC, Trova K, Cardoso AL, Lima NMFV, Olmos SC, et.al. A dor interfere na função respiratória após cirurgias cardíacas? Rev Bras Cir Cardiovasc. 2009: 24(4): 490-6.

Ramos PMS, Aquároni NR, Aparecida SB, Moraes DP, Dias LC. Effects of early mobilisation in patients after cardiac surgery: a systematic review. J. Physiotherapy, 2016: 1016(10) http://dx.doi.org.

Chandra A, Banavaliker JN, Das PK, Hasti S. Use of transcutaneous electrical nerve stimulation as an adjunctive to epidural analgesia in the management of acute thoracotomy pain. Indian Journal of Anaesthesia, 2010, 54(2).

Souza PAA, Clair S. Eficácia da eletroestimulação nas cirurgias cardíacas e abdominais: revisão sistemática. Repositório UCB. 2015, https://repositorio.ucb.br/jspui/handle/10869/5718.

Bittencout WS, Guine RM, Salício MA, Salício VAMM. Avaliação da intensidade da dor no pós-operatório de pacientes submetidos à cirurgia abdominal antes e após o uso da estimulação elétrica transcutânea. Uniciências.2012:16,(1),69-75.

Araújo CJS, Gonçalves FS, Bittencourt HS, Santos NG, Junior SVM, Neves JLB, et.al. Effects of neuromuscular electrostimulation in patients with heart failure admitted to ward. Journal of Cardiothoracic Surgery 2012, 7:124.

Ferraz FS, Moreira CMC. Eletroanalgesia com utilização da tens no pós-operatório de cirurgia cardíaca. Fisioter. Mov.2009:22(1):133-9.

Gregorini C, Junior GC, Aquino LM, Branco JNR. Estimulação elétrica nervosa transcutânea de curta duração no pós-operatório de cirurgia cardíaca. Arq. Bras Cardiol 2010; 94(3): 345-351.

Lima PMB, Farias RTFB, Carvalho ACA, Silva PNC, Filho NAF, Brito RF. Estimulação elétrica nervosa transcutânea após cirurgia de revascularização miocárdica. Rev Bras Cir Cardiovasc 2011;26(4):591-6.

Luchesa CA, Greca FH, Souza LCG, Santos JLV, Aquim EE. Papel da eletroanalgesia na função respiratória de pacientes submetidos à operação de revascularização do miocárdio. Rev Bras Cir Cardiovasc 2009; 24(3): 391-396.

Machado CL, Brito RM, Belmonte LM. Efeitos da aplicação da eletroestimulação nervosa transcutânea (tens) sobre a dor e volumes pulmonares em indivíduos submetidos à cirurgia cardíaca. Rev. Fisioter. Reab. 2017: 1(1): 34-41

Peres PCN, Kofina TY. Uso de eletroestimulação transcutânea diafragmática em pós-operatório de Revascularização do miocárdio. Saúde e Pesquisa. 2009: 2(1): 53-7.

Baltieri L, Santos L, Pessotti E, Forti E. Estimulação diafragmática elétrica transcutânea na paralisia diafragmática após cirurgia cardíaca. Rev. Bras Cardiol. 2012: 25(6): 504-6.

Santos JL, Kushida CL, Souza AH, Gardenghi G. Analgesia por estimulação elétrica transcutânea no pós-operatório de cirurgia cardíaca. Rev. Bras. Saúde Funcional. 2015: 2(1): 15-23.

Cipriano GJ, Carvalho ACC, Bernardelli GF, Peres PAT. Short-term transcutaneous electrical nerve stimulation after cardiac surgery: effect on pain, pulmonary function and electrical muscle activity. Interactive Cardiovascular and Thoracic Surgery. 2008: 539–543.

Ozturk NK, Baki ED, Kavakli AS, Salvin AS, Ayoglu RU, Karaveli A, et.al. Comparison of transcutaneous electrical nerve stimulation and parasternal block for postoperative pain management after cardiac surgery. Hindawi Publishing Corporation Pain Research and Management, 2016: (2016):6: http://dx.doi.org/10.1155/2016/4261949.

Loureiro MAS, Rudney F, Rocha WA, Henrique JS, Camilo RM. Análise da capacidade vital e da frequência respiratória, após o uso da TENS, em indivíduos submetidos à cirurgia cardíaca via esternotomia, Revista Fisio em Foco, 2008. www.novomilenio.br/arquivos/pdf/ARTIGO_MARCO.pdf

Sbruzzi G, Silveira AS, Silva DV, Coronel CC, Plentz RDM. Estimulação elétrica nervosa transcutânea no pós-operatório de cirurgia torácica: revisão sistemática e metanálise de estudos randomizados. Rev Bras Cir Cardiovasc. 2012: 27(1): 75-87.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PARA FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA 1979 - 2017 | BR 101 KM 197 | CAIXA POSTAL 18 | CACHOEIRA - BAHIA | +55 (75) 3425 - 8000