AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Patrick Vieira Ferreira

Resumo


Este artigo trata-se de uma proposta para se avaliar acerca da atribuição da importância do tema “avaliação institucional”, que tem gerado diversas reflexões, principalmente quanto a metodologia utilizada para a atuação como um instrumento de gestão nas instituições do ensino superior, considerando algumas características básicas e as suas perspectivas atuais. A partir da tentativa de conseguir um consenso comum e único do processo a proposta é analisar a avaliação institucional como ferramenta de gestão e sua intenção de otimizar a qualidade dos procedimentos e do resultado pela criação de uma cultura de avaliação em diversos níveis, mediante a mensuração da qualidade da capacidade gerencial da instituição, onde possivelmente determina-se o mérito da instituição.


Palavras-chave


Avaliação; avaliação institucional; planejamento estratégico; gestão

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRIOLA, Wagner Bandeira. Cuidados na avaliação da aprendizagem: algumas reflexões. In ANDRIOLA, W. B. & MCDONALD, B. C. (Org) Esboço de avaliação educacional. Fortaleza: UFC, 2003.

ARANTES, Maria José Gonçalves Machado de Andrade. Concepções e práticas de avaliação de professores estagiários de matemática. 2004. 280 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Minho. Braga, Portugal, 2004

AZEVEDO, Maria Amélia. Avaliação educacional: medo e poder. In: Educação e avaliação. São Paulo, Sp: Cortez, 1980.

BARRETO, J. A. E. Avaliação: mitos e armadilhas, como evitá-los. In: Simpósio nacional sobre avaliação educacional: uma reflexão crítica. 1993. Rio de Janeiro: Fundação Cesgranrio, 1993. p. 59-62.

BELLONI, Isaura. Universidade e o compromisso da avaliação institucional na reconstrução do espaço social. Avaliação. Campinas, SP, v.1, n. 2, p.6-14, dez, 2000.

_____________; MAGALHÃES, Heitor e SOUSA, Luzia Costa. Metodologia de avaliação em políticas públicas: uma experiência em educação profissional. São Paulo: Cortez, 2003.

BERTELLI, Eliseu Miguel e EYNG, Ana Maria. Avaliação Institucional: a relação dialógica dos dados da avaliação interna e externa na melhora institucional. IV colóquio internacional sobre gestão universitário na América do Sul. 8 a 10 de dezembro de 2004. Florianópolis, SC. Disponível em . Acesso em 19 julho 2011.

BIAZZI, Maria Fernanda Rocha Tabacow. Avaliação da aprendizagem e formação do professor: concepções e experiências. 2006. 136 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontífica Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2006.

BIELSCHOWSKI, Carlos Eduardo. Avaliação na Universidade Federal do Rio de Janeiro: a metodologia. Avaliação. Campinas, SP, v.1, n. 1, p. 29-32, jul. 1996.

BOTH, Ivo José. Avaliação institucional: agente de modernização administrativa e da educação. Avaliação, Sorocaba, v. 02, n. 03, set. 1997. Disponível em

&lng=pt&nrm=iso>. Acessos em 19 jul. 2012.

BOLSEGUÍ, Milagros; FUGUET, Antonio Smith. Cultura de evaluación: una aproximación conceptual. Investigación y Postgrado, Vol. 21, N. 01, Universidad Pedagógica Experimental Libertador, Caracas, Venezuela. pp. 77-98, 2006.

BLONDEL, Danièle. Dificuldades, riscos e desafios do século XXI. In: DELORS, Jacques. A educação para o século XXI: questões e perspectivas. São Paulo: Artmed, 2007.

BRASIL; MEC; INEP. Diretrizes para a avaliação das instituições de educação superior. Brasília, 2004.

BRATTI, Marília Pizzato. Avaliar... para que? Linhas: revista do programa de mestrado em educação e cultura da UDESC. Santa Catarina, v. 2, n. 1, 2001. Disponível em

/1107>. Acesso em: 17 julho 2011.

CASTANHEIRA, Ana Maria Porto; CERONI, Mary Rosane. Formação docente e a nova visão da avaliação educacional. Estudos em avaliação educacional. São Paulo, v. 19, n. 39, jan./abr. 2008.

CASTILHO, Mara Lúcia; SANTOS, Maria Cristina Loyola dos; GARBIN, Neuza. Avaliação institucional: análise de uma experiência. Universitas FACE. Brasília: Centro Universitário de Brasília, v. 3, n. 2, p. 81-94, 2006.

CATANI, Denice Bárbara. Avaliação. São Paulo, Editora UNESP, 2009.

CORREA, Denise M. M. C., ANDRIOLA, Wagner B., GOUVEIA, Antônia K. B. O grau de influências de aspectos currículares e das práticas docentes no desempenho dos discentes: um estudo de caso em uma disciplina da graduação. Anais do IV Colóquio internacional: educação e contemporaneidade. 22 a 24 de setembro de 2010. Laranjeiras, SE. Disponível em

oquio/eixo_13/e13-18.pdf>. Acesso em 17 julho 2011.

DEMO, Pedro. Avaliação qualitativa: polêmicas do nosso tempo. 6. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

DEPRESBITERIS, Léa. Avaliação educacional em três atos. São Paulo: Editora Senac, 2004.

_____________. O desafio da avaliação da aprendizagem: dos fundamentos a uma proposta inovadora. São Paulo: EPU, 1989.

ELPO, Mirian Elizabet Hahmeyer Collares. Avaliação da gestão universitária: velhos problemas e novas perspectivas. In: Anais do IV Colóquio Internacional sobre Gestão Universitária na América do Sul. Florianópolis, Dez. 2004.

ESTEBAN, Maria Teresa. Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. Rio de Janeiro, DP&A, 2002.

ESTEFANÍA, J. L. & LÓPEZ, J. Evaluación interna del centro y calidad educativa: estrategias e instrumentos. Madri: Editorial CCS, 2001.

FAÚNDEZ, Carlos Olivares. Hacia la creación de una cultura de la evaluación como garantia de calidade de las universidades. Revista da Rede de Avaliação Institucional da Educação Superior, Campinas, v. 4, n. 1, p, 35-41, mar. 1999.

FERNANDES, Maria Estrela Araújo. Progestão: como desenvolver a avaliação institucional da escola? Brasília, DF: Conselho Nacional de Secretários de Educação, 2001.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário básico da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1995.

FUGUET, Smith A. Funamentos de la cuarta generación de evaluación. Docencia, Investigación y Extención. Ano. 4: No. 1, Jul. 2001.

GENTILE, Paola. Todos precisam saber fazer o planejamento estratégico. Nova escola: a revista do professor. São Paulo: Abril. v. 23, n. 214, p. 22-26, Agosto. 2008.

HEDLER, Helga Crsitina. Meta-avaliação das auditorias de natureza operacional do Tribunal de Contas da União: um estudo sobre auditorias de programas sociais. 2007. 260 f. Dissertação (Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações) - Universidade de Brasília, Brasília, Distrito Federal, 2007.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-escola à Universidade. 8. ed. Porto Alegre : Mediação, 1996.

_____________. Pontos e contrapontos: do pensar ao agir em avaliação. Porto Alegre: Mediação, 1998

HOUSE, Ernest R.; HOWE, K. R. Valores en evaluación e investigación social. Madrid: Morata, 2001.

LAFOND, André Claude. A avaliação dos estabelecimentos de ensino: novas práticas, novos desafios para as escolas e para a administração. In: LAFOND et al. Autonomia, gestão e avaliação da escola. Porto: ASA, 1998.

LONGO, Giseli Aparecida; ARAÚJO, Doracina Aparecida de Castro. Contexto histórico da avaliação educacional no ensino superior. Anais do VII Sciencult. Parnaíba, MS. v. 1, n. 3, ago 2008. Disponível em . Acesso em 14 de julho 2011.

LÜCK, Heloísa. Perspectivas da gestão escolar e implicações quanto à formação de seus gestores. In: Em aberto. Brasília, DF: INEP. v. 17, n. 72, p. 11-33, fev./jun. 2000.

LUCKESI, Cipriano C. Avaliação da aprendizagem escolar. São Paulo: Cortez, 1995.

MARTÍNEZ, Sara Rosa Medina; VILLALOB, Elvia Marveya. Evaluación Institucional: investigación para la docencia nº 10. México: Publicaciones Cruz O, 2006.

MEC/CONAES. Diretrizes para a avaliação das instituições de educação superior. Brasília, 2004.

MORALES, Pedro. Avaliação escolar: o que é, como se faz. São Paulo, SP: Edições Loyola, 2003.

MUSIS, Carlo Ralph. Avaliação institucional no ensino superior: aspectos instituintes. 2006. 158 f. Dissertação (Doutorado em Educação: Psicologia da Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2006.

NOVAES, Adelina de Oliveira. Avaliação do desempenho docente: uma experiência formativa para alunos e professores. Estudos em avaliação educacional. São Paulo, v. 22, n. 48, jan./abr. 2011. Disponível em . Acesso em 20 julho 2011.

OLIVEIRA, J. F; FONSECA, M. Avaliação institucional da educação superior: mecanismos de articulação entre avaliação e gestão universitária. In: XXIII Simpósio Anpae; V Congresso Luso-Brasileiro; I Congresso Ibero-americano de Política e Adm da educação, 2007, Porto Alegre. Por uma educação de qualidade para todos. Rio de Janeiro: Anpae, 2007. v. 1. p. 1-15.

PEIXOTO, Maria do Carmo de Lacerda. A avaliação institucional nas universidades federais e as comissões próprias de avaliação. Avaliação. Campinas, SP, v. 14, n. 1, p. 9-28, mar. 2009.

PERRENOUD, Philippe. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens: entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed Editora, 1999.

RAPOSO, Edna Maria dos Santos. Avaliação institucional x avaliação da aprendizagem: um estudo da interrelação dessas práticas pedagógicas nas escolas municipais de Teresina/PI. Teresina, 2000. Disponível em: . Acesso em: 18 julho 2011.

RISTOFF, Dilvo. O SINAES e os seus desafios. Avaliação. Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 179-183, mar. 2004.

SILVA, Céres Santos da. Medidas e avaliação em educação. Petrópolis: Vozes, 1992.

SINAES. Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior: bases para uma nova proposta de avaliação da educação superior. Brasília: INEP, 2003.

_____________. Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior: da concepção à regulamentação. 2. ed. Brasília: INEP, 2004.

SOBRINHO, José Dias. Avaliação: políticas educacionais e reformas da educação superior. São Paulo: Cortez, 2003.

SORDI, Maria Regina de. A prática de avaliação do ensino superior: uma experiência na enfermagem. São Paulo: Cortez, 1995.

SOUSA, Sandra M. Zákia L. “Avaliação da aprendizagem nas pesquisas no Brasil de 1930 a 1980”. Revista cadernos de pesquisa. São Paulo, n. 94, p. 43-49, ago. 1995.

SOUZA, Marilurde Oliveira Rezende de. Perspectivas Sobre a Avaliação Escolar. Revista eletrônica de ciências da educação, Campo Largo, v. 6, n. 1, jun 2007. Disponível em . Acesso em: 13 julho 2011.

SOUZA, Sandra M. Z. Avaliação do rendimento escolar como instrumento de gestão educacional. In: OLIVEIRA, Dalila A. (Org.). Gestão democrática da educação: desafios contemporâneos. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 1997.

STUFFLEBEAM, D. L.; SHINKFIELD, A. J. Evaluación sistemática: guia teórica y práctica. Madri: Paidós, 1987.

VASCONCELOS, Celso dos Santos. Avaliação da aprendizagem: Práticas de Mudança – por uma práxis transformadora. São Paulo: Libertad, 1998.

VIANNA, Heraldo Marelim. Avaliação educacional e o avaliador. São Paulo; IBRASA, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PARA FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA 1979 - 2017 | BR 101 KM 197 | CAIXA POSTAL 18 | CACHOEIRA - BAHIA | +55 (75) 3425 - 8000