AVALIAÇÃO DA DOR PÉLVICA EM MULHERES COM CÂNCER DE COLO DE ÚTERO

Autores

  • Erica Feio Carneiro Nunes Universidade do Estado do Pará
  • Elissa Raissa Siqueira do Nascimento
  • Joyce Lobato da Costa
  • Heryvelton Lima de Freitas

Resumo

Introdução: A dor é considerada uma manifestação perceptiva, complexa e subjetiva. Todavia, quantificar uma percepção subjetiva do indivíduo tem se demonstrado uma grande dificuldade a comunidade científica. Nesta perspectiva, a dor pélvica é delineada como uma sensação dolorosa localizada na região pélvica, sendo um dos comprometimentos mais frequentes e debilitantes do câncer de colo de útero. Objetivo: Avaliar a dor pélvica em mulheres com câncer de colo de útero. Material e Métodos: Trata-se de um estudo observacional, transversal, teve amostragem por conveniência e amostra de 10 participantes, realizado no Centro Saúde Escola do Marco (CSE) da Universidade do Estado do Pará (UEPA). Foi aplicado um formulário para caracterização sociodemográfica e econômica e a “Escala de Avaliação De Dor Pélvica”. Resultados: A média de idade foi de 48,2+11,9 anos. Em relação a percepção de dor pélvica foi verificado que dentre as 10 (dez) participantes, 9 (nove) apresentaram dor classificada de moderada à intensa, tendo como base a escala visual analógica (EVA). Conclusão: A presença da dor pélvica nas mulheres com câncer de colo de útero foi  diversificada em termos de graduação, variando conforme estadiamento e tratamento adotado. Nesse sentido, a avaliação da dor de pacientes com câncer deve fazer parte da rotina da equipe de saúde de forma integrada, com cuidados para além do consultório

Publicado

2020-04-20

Como Citar

Carneiro Nunes, E. F., do Nascimento, E. R. S., da Costa, J. L., & de Freitas, H. L. (2020). AVALIAÇÃO DA DOR PÉLVICA EM MULHERES COM CÂNCER DE COLO DE ÚTERO. Revista Brasileira De Saúde Funcional, 10(1), 8. Recuperado de http://seer-adventista.com.br/ojs3/index.php/RBSF/article/view/1243