METODOLOGIA OKR: UM ESTUDO MULTICASO EM STARTUPS BAIANAS

Autores

  • Thiago Miguez de Santana Graduado em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Palavras-chave:

Startups, Estratégia, Planejamento Estratégico, OKR, Objetivos e Resultados Chave, Processo de Implementação e Gestão do OKR,

Resumo

Essa pesquisa tem como objetivo central avaliar a
implementação e gestão de quatro startups baianas
por meio do OKR. Para isso foram realizadas revisões
bibliográficas, a qual permitiu encontrar um pequeno
número de materiais relacionados à metodologia,
somente em inglês, além de alguns materiais relacionados
ao histórico do desenvolvimento da Estratégia e do
Planejamento Estratégico. Como forma de alcançar o
objetivo geral e responder à pergunta sobre quais são os
principais benefícios da aplicação da ferramenta, foram
realizadas entrevistas com os principais gestores de cada
uma das organizações, para uma maior profundidade
nas informações adquiridas. Assim, foi possível realizar
uma análise de cada um dos processos relacionados à
metodologia, como o planejamento, desenvolvimento,
criação e gestão. Para que assim, fosse possível discutir
os benefícios e compreender o quanto a teoria estava
alinhada a prática. Por fim, a pesquisa permitiu enxergar
os principais benefícios, para cada nível de maturidade de
implementação e de empresa, além das falhas e sucessos
na execução de todo o processo

Referências

ABSTARTUPS e ACCENTURE. O momento da startup brasileira e o futuro do ecossistema
de inovação. Brasil. Outubro de 2017. Disponível em: php?pre_dir_acc_61co625547=5b56512a5d3e9&custom_181191> Acesso em: 14 de dez. de
2018.
ANDRADE MARTINS, Gilberto. Estudo de Caso: Uma estratégia de Pesquisa. São Paulo. Atlas
2006.
BLANK, Steve. O que eu faço agora? O ciclo de vida da startup. Setembro de 2015. Disponível
em: Acesso em:
14 de dez. de 2018.
DOERR, John. Measure what Matters: How Google, Bono and The Gates Foundation Rock the
World with OKRs. Portfolio, 2018.
DRUCKER, Peter. The Practice of Management. New York. HarperBusiness, 2010.
E. PORTER, Michael. Competição: Estratégias Competitivas Essenciais. Rio de Janeiro. Editora
Campus, 1999.
GHEMAWAT, Pankaj. Competition and Business Strategy in Historical Perspective. Business
History Review. 2002.
HOPKINTON, Massachusetts. O universo digital das oportunidades: riquezas de dados e valor
crescente da Internet das Coisas. Abril de 2014. Disponível em: news/press/2014/20140409-01.htm> Acesso em: 20 de junho de 2019.
LAMORTE, Ben; NIVEN, Paul. Objectives and Kew Results: Driving Focus, Alingment, and
Engagement with OKRs. John Wiley & Sons, 2016.
MINTZBERG, Henry; LAMPEL, Joseph; QUINN, James Brian e GOSHAL, Sumantra. O processo da
estratégia: conceitos, contextos e casos selecionados. São Paulo. Bookman, 2006.
RAUPP, F.M.; BEUREN, I.M. Metodologia da pesquisa aplicável às Ciências Sociais. Elaborar
trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. São Paulo. Atlas, 2008.
SÃO PAULO, Sebrae. Causa Mortis: o sucesso e o fracasso das empresas nos primeiros cinco
anos de vida. Julho de 2014. Disponível em: Sebrae/UFs/SP/Anexos/causa_mortis_2014.pdf> Acesso em: 20 de junho de 2019.
WODTKE, Christina. Radical Focus: Achieving your most important goals with objectives and
key results. Cucina Media, 2016.

Publicado

2020-01-17

Como Citar

Miguez de Santana, T. (2020). METODOLOGIA OKR: UM ESTUDO MULTICASO EM STARTUPS BAIANAS. Revista Formadores, 12(8), 54. Recuperado de http://seer-adventista.com.br/ojs3/index.php/formadores/article/view/1251