A FACE FEMININA DE DEUS

Autores

  • Evandro Cunha Universidade Federal de Alagoas

Resumo

RESUMO

Não podemos permitir que nosso inconsciente masculinizado individual e coletivo maculem a real imagem de Deus. Quando tentarmos mentalizar sua face, não deixemos ser conduzidos por conceitos reducionistas e sexistas. Lembremos que Ele transcende as questões de gêneros. Mas em todo caso, se formos utilizar signos como referenciais didáticos, não olvidemos que a Imago Dei é homem-mulher. Que Deus também tem seu lado terno, materno, amoroso, gerador, enfim, feminino.

ABSTRACT

We cannot allow that our individual and collective masculinized unconscious ness maculate to the real image of God. When we try to think about his face, let us not tobe driven by reducionists and sexists concepts. Let us remind that He transcends the subjects of genders. But in this case, if we will use signs as didactic referencials, let us not forget that Imago Dei is man-woman. That God also has his loving side, maternal, generator, finally, feminine.

Publicado

2005-01-15

Como Citar

Cunha, E. (2005). A FACE FEMININA DE DEUS. Revista Hermenêutica, 5. Recuperado de https://seer-adventista.com.br/ojs3/index.php/hermeneutica/article/view/195

Edição

Seção

Artigos